Curso: ELETRICISTA INDUSTRIAL - EAD SENAI/CE - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
telefone(85) 4009.6300

ELETRICISTA INDUSTRIAL - EAD

Objetivo

Executar montagem e manutenção de instalações elétricas em baixa tensão e de sistemas elétricos de máquinas e equipamentos, de acordo com normas técnicas, ambientais, de qualidade e de segurança e saúde no trabalho.

Pré-requisito

Para realizar a matrícula, o candidato deverá:
- ter no mínimo 16 anos completos
- ter concluído o ensino fundamental
- ter disponibilidade para participar dos encontros presenciais, aulas práticas em laboratório ou visitas técnicas
- ter acesso a computador e Internet
- apresentar cópia e original dos documentos de: RG, CPF, comprovante de residência e de escolaridade.

Observação: Para o recebimento do Certificado/Diploma é necessário informar um e-mail válido.

Requisitos Mínimos para os Computadores

  • Processador
    • Processador Dual Core 2GHz ou superior
  • Memória
    • 1 GB de memória RAM ou mais
  • Vídeo
    • Placa de vídeo onboard de 128MB ou superior
  • Som
    • Placa de som onboard ou offboard e alto-falantes
  • Conexão com Internet
    • Conexão banda larga de 1 Mbps (por computador)
  • Sistema Operacional
    • Windows XP ou posterior
    • MAC OS 10.5.2 (Leopard) ou posterior
    • Linux Ubuntu 6+ ou outras distribuições com suporte aos Browsers homologados
    • Android 4.0 ou superior (IOS não é compatível por causa dos recursos multimídia desenvolvidos em formato flash)
  • Navegadores
    • Mozilla Firefox 18 ou posterior
    • Google Chrome 20 ou posterior
    • Internet Explorer 9 ou posterior
    • Safari 3.1 ou posterior
  • Plugins e Softwares

Conteúdo

  • ELETRICIDADE GERAL
    • 1 Segurança e Normalização: 1.1 Cores em eletricidade; 1.2 Sinalização elétrica; 1.3 Símbolos de advertência; 1.4 Procedimentos de rotinas no trabalho; 1.5 Mapa de risco e rota de fuga. 2 Fundamentos da Eletricidade: 2.1 Matéria; 2.2 Fundamentos da eletrostática; 2.3 Grandezas Elétricas; 2.4 Conversão de energia, mecânica, química e luminosa em elétrica; 2.5 Fontes alternativas de energia. 3 Ferramentas e equipamentos para operações em eletricidade. 3.1 Multímetro, Amperímetro, Voltímetro, Volt/amperímetro alicate, Wattímetro e Megohmetro: 3.1.1 Características gerais, 3.1.2 Seletor de função, 3.1.3 Seleção e indicação de escala, 3.1.4 Recomendações de uso e de segurança. 3.2 Ferramentas afins. 3.3 EPI’s e EPC’s típicos do eletricista. 4 Algarismos significativos. 4.1 Múltiplos; 4.2 Submúltiplos; 4.3 Arredondamento; 4.4 Notações: 4.4.1 Engenharia, 4.4.2 Científica. 5 Circuitos de corrente contínua. 5.1 Simbologia e representação: 5.1.1 Componentes, 5.1.2 Diagramas. 5.2 Circuito elementar; 5.2.1 Circuito aberto, fechado e curto circuito. 5.3 Corrente, tensão e resistência elétrica; 5.4 Leis de Ohm: 5.4.1 1º Lei de Ohm, 5.4.2 2º Lei de Ohm. 5.5 Leis de Kirchhoff: 5.5.1 1º Lei de Kirchhoff, 5.5.2 2º Lei de Kirchhoff. 5.6 Energia e Potência Elétrica. 6 Circuitos em corrente alternada. 6.1 Geração de Tensões senoidais; 6.2 Circuitos resistivos; 6.3 Circuitos reativos. 7 Sistemas de distribuição. 7.1 Circuitos monofásicos: 7.1.1 Tensão; 7.1.2 Corrente; 7.2 Circuitos Trifásicos: 7.2.1 Estrela com neutro; 7.2.2 Delta com neutro; 7.2.3 Delta aberto. 8 Potência em corrente alternada. 8.1 Ativa; 8.2 Aparente; 8.3 Reativa; 8.4 Fator de potência. 9 Ensaios 9.1 Montar circuitos elétricos em série, em paralelo e misto; 9.2 Medir grandezas elétricas (tensão, corrente, resistência elétrica); 9.3 Levantar parâmetros do motor elétrico.
  • INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
    • 1 Diagramas elétricos: 1.1 Simbologia e representação; 1.1.1 Norma Regulamentadora Brasileira – NBR5444. 1.2 Tipos: 1.2.1 Unifilar, 1.2.2 Multifilar, 1.2.3 Funcional. 2 Normalização; 2.1 Norma Regulamentadora Brasileira – NBR5410; 2.1.1 Lógica de circuito referente a comutação e às operações com segurança, 2.1.2 Características dos elementos de comando e proteção na recepção de energia, 2.1.3 Interruptores simples, bipolares, tripolares, paralelos e intermediários, 2.1.4 Tomadas e plugues simples, bipolares e universais com terra e neutro. 3 Descartes de materiais. 3.1 Reutilização de materiais; 3.2 Reciclagem; 3.3 Sucatas de cobre, ferro e PVC; 3.4 Lâmpadas fluorescentes. 4 Sistemas de aterramento. 4.1 Tipos; 4.2 O que deve ser aterrado; 4.3 Eletrodo de aterramento; 4.4 Condutores de aterramento. 5 Dispositivos de proteção : 5.1 Fusíveis; 5.2 Disjuntores; 5.3 Interruptor diferencial residual (IDR); 5.4 Dispositivo de proteção contra surto (DPS); 5.5 Aplicações. 6 Leitura e interpretação de projetos elétricos prediais e industriais: 6.1 Conceitos envolvidos no dimensionamento de usos; 6.2 Dados de cargas da instalação (TUG’s, TUE’s,...); 6.3 Circuito auxiliares; 6.4 Redes de segurança; 6.5 Especificação e quantificação de material para execução. 7 Dimensionamento de redes elétricas. 7.1 Dimensões mínimas normalizadas de bitolas de condutores; 7.2 Redes de eletrodutos, eletrocalhas e leitos; 7.3 Dimensionamento de condutores: 7.4 Quadros de distribuição; 7.4.1 Componentes, 7.4.2 Separação de circuitos. 7.5 Fator de demanda; 7.6 Potência máxima por circuitos. 8 Operações mecânicas: 8.1 Tecnologia das conexões elétricas e tipos: 8.1.1 Emendas de fios e cabos, 8.1.2 Conectores, 8.1.3 Soldagem de emendas, 8.1.4 Isolação de emendas; 8.2 Eletrodutos, eletrocalhas, leitos e acessórios: 8.2.1 Tipos, 8.2.2 Corte, dobra e rosca, 8.2.3 Emendas, derivações, fixação; 8.2.4 Arruelas, buchas e conectores. 8.3 Sistemas de fixação; 8.4 Caixas de derivação e de passagem.
  • COMANDOS ELÉTRICOS
    • 1 Motores de indução: 1.1 Princípio de funcionamento; 1.2 Motor trifásico assíncrono; 1.3 Potência, torque, rendimento escorregamento, corrente de linha e corrente de fase; 1.4 Motor trifásico de rotor bobinado, controle de corrente de partida e velocidade; 1.5 Norma para instalação e regime de serviço de máquinas; 1.6 Motor monofásico de fase auxiliar; 1.7 Motor universal; 1.8 Motor dupla velocidade. 2 Segurança e proteção para comandos elétricos: 2.1 Fusíveis; 2.2 Características das seguranças; 2.3 Aplicação e componentes; 2.4 Seccionadoras; 2.5 Relés térmicos; 2.6 Disjuntores industriais; 2.7 Relê de sequência e falta de fase; 2.8 Dimensionamento de dispositivos de proteção. 3 Elementos de circuito de comando e controle: 3.1 Cabos: 3.1.1 flexíveis, 3.1.2 extraflexíveis, 3.1.3 malhas; 3.2 Conectores: 3.2.1 de pressão, 3.2.2 aparafusados; 3.3 Contatores: 3.3.1 de potência, 3.3.2 auxiliares, 3.3.3 blocos aditivos; 3.4 Dimensionamento de contatores e características; 3.5 Botoeiras: 3.5.1 tipos, 3.5.2 normalização geral, 3.5.3 disposições de localização; 3.6 Interruptores de posição: 3.6.1 características técnicas, 3.6.2 recomendações de ajuste; 3.7 Sinalizadores: 3.7.1 características, 3.7.2 norma de utilização; 3.8 Sensores; 3.8.1 capacitivos, 3.8.2 indutivos, 3.8.3 ópticos. 3.9 Relés temporizadores: 3.9.1 eletrônicos, 3.9.2 pneumáticos; 3.10 Relés de sobrecarga; 3.11 Relés de subtensão; 3.12 Relés de sobretensão; 3.13 Equipamentos auxilixares; 3.13.1 Transformadores para comando: 3.13.1.1 Isolação, TP e TC; 3.14 Técnicas de teste, continuidade, isolação e funcionamento. 4 Sistemas de partidas e frenagem de motores de indução: 4.1 Direta; 4.2 Estrela-triângulo; 4.3 Compensadoradora; 4.4 Dupla velocidade; 4.5 Rotor bobinado; 4.6 Frenagem por aplicação de CC; 5 Simbologia e diagramas elétricos de comando e força (9 s): 5.1 Simbologias normalizadas; 5.2 Tipos de diagramas: 5.2.1 Unifilar, 5.2.2 Multifilar, 5.2.3 Funcional, 5.2.4 Comando, 5.2.5 Principal. 6 Quadros e painéis elétricos as) 6.1 Tipos de quadros e painéis; 6.2 Características e aplicações; 6.3 Normalização IP; 6.4 Tipos de conexões elétricas: 6.4.1 terminação crimpada, 6.4.2 Borne de pressão; 6.4.3 Borne de conexão. 6.5 Canaletas simples e múltiplas; 6.6 Norma de cores; 6.7 Anilhas, etiquetas, cintas e placas de identificação; 6.8 Leiaute de montagem. 7 Técnicas de manutenção: 7.1 Preventiva, corretiva e preditiva; 7.2 Testes de continuidade, isolação e funcionamento.
  • CONTROLADORES LÓGICOS PROGRAMÁVEIS
    • 1 Controladores Programáveis: 1.1 Histórico; 1.2 Software; 1.3 Linguagem de Programação; 1.3.1 Ladder; 1.3.2 Diagrama de blocos. 2 Configuração do Hardware: 2.1 Processadores: 2.2 Fonte de Alimentação; 2.3 Módulos de Entrada: 2.4 Módulos de Saída: 3 Software Aplicativo de Programação: 3.1 Configuração: 3.2 Comandos Operacionais: 3.3 Conjunto de instruções: 3.3.1 Relés; 3.3.2 Tratamento de Sinais Digitais; 3.3.3 Temporizadores; 3.3.4 Contadores; 3.3.5 Comparadores. 3.3.6 Funções Aritméticas; 3.3.7 Tratamento de Sinais analógicos; 3.3.8 Funções de movimentação de dados; 3.3.9 Funções de operações com bits.
  • CONVERSORES E INVERSORES
    • 1 Inversores
    • 1.1 Definição;
    • 1.2 Características;
    • 1.3 Controle de tensão e freqüência em inversores;
    • 1.4 Controle PWM da tensão de saída;
    • 1.5 Controle escalar;
    • 1.6 Controle vetorial;
    • 1.7 Inversores trifásicos;
    • 1.8 Parametrização;
    • 1.9 Aplicações;
    • 1.10 Técnicas para a pesquisa de defeitos.
    • 2 Chave de partida de estado sólido – Soft starter
    • 2.1 Definição;
    • 2.2 Princípio de funcionamento;
    • 2.3 Principais características;
    • 2.4 Aplicação em acionamento.

Carga Horária

380 Horas

Mais Informações

* Informamos que este curso só ocorrerá se for atingido o número mínimo de alunos por turma.
SENAI - Departamento Regional do Ceará | CNPJ: 03.768.202/0001-76
Av. Barão de Studart, 1980 - 1º andar - Aldeota - Fortaleza/CE - CEP: 60.120-024
Política de Privacidade & Copyright